Ufa ! 2 – 1. Grazie Di Natale e Buffon!

Quem esperava uma grande goleada e que passássemos facilmente fora de casa sobre a seleção cipriota, se enganou, ou ficou muito desapontado com a nostra nazionale. Se não fossem as grandes defesas do glorioso Gigi Buffon, e da doppietta de Di Natale, certamente a história seria diferente, com um resultado negativo.

Foi um jogo muito movimentado com ótimas chances de gols para ambos os lados, aonde os dois goleiros, Buffon pela Itália e Giorgalladis pelo Chipre, trabalharam bastante fazendo assim grandes defesas.

Logo no início, aos 2 min, um susto para a azzurra, Gamberini se lesiona após uma disputa de bola com o atacante cipriota, é teve de deixar o gramado, o zagueiro Barzagli o substituiu.

A defesa italiana, que tem sua fama de ser uma das melhores do mundo, na partida de ontem foi um de seus principais problemas. A zaga formada por Cannavaro e Barzagli, no miolo, e nas laterias, Grosso e Zambrota , estava completamente perdida, assustada com a agressividade do time adversário. Até os 6 os min do primeiro tempo, a seleção do Chipre teve duas grandes oportunidades para abrir o placar, mas Buffon marcou presença fazendo defesas difíceis. A seleção do técnico Marcello Lippi, se quer ameaçava a seleção do Chipre, até que então, em uma jogada individual, Di Natale chuta de fora da área e marca um bello gol, abrindo o placar.

Em 20 min de jogo Lippi teve de fazer duas substituições, já que minutos antes, um de seus principais jogadores, Fabio Grosso, se machucou e teve que ser substituído por Cassetti. Já com Grosso em campo a zaga já batia-cabeça, e com Cassetti piorou mais ainda. O número 07, Anoleftis, deitou e rolou na defesa azzurra, tanto é que aos 28 min, o mesmo empatou a partida.

No segundo tempo, a nazionale voltou com outra postura. Como a seleção cipriota nos pressionou, Lippi resolveu tirar um de seus atacantes, Toni, e colocou Gennaro Gattuso para fechar o meio campo. Já pelo lado adversário, estavam cansados, correram de mais na primeira etapa. Com isso os italianos tiveram a posse de bola e fora mais agressivos. Di Natale, um dos protagonistas da noite, esteve um pouco apagado no primeiro tempo, mas na segunda etapa quase todas as chances de gol saíram dos pés do jogador da Udinese.

A partida já estava indo para o fim. Ninguém esperava mais nenhum reação das duas seleções. Mas aos 91 min, Pirlo fez um belo lançamento para Gilardino, que tocou de primeira para Camoranesi, que deixou Di Natale na cara do gol e fez com facilidade, decidindo a partida.

Agora vamos enfrentar a Geórgia no dia 10, em Udine, no Estádio Friulli. Palco aonde um dos nossos astros, Di Natale, está costumado a fazer suas excelentes exibições. Mas não poderemos contar com dois dos nossos calciatori, trata-se de: Grosso e Gamberini, que se lesionaram durante a partida. Até esse momento o técnico Lippi, não convocou nenhum jogador para o substituí-los.

 

Anúncios

Uma resposta

  1. Meu muito bom o site …continuem assim …vc também bello vc é o novo Claudio Carsugi ….bom qto a noticia a Itália vai ser isso dai até o final das eliminatórias só vitória magra mas classifica sem sustos.

    Abç

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: