Premier League

premierO futebol surgiu na Inglaterra e la estão os campeonatos mais antigos do mundo, entre eles o Campeonato Inglês. Chamado de “The Football League”, o Campeonato Inglês é disputado desde 1888.

Liverpool e Manchester United dividem a condição de maior vencedor do Campeonato Inglês com 18 conquistas. Esse cenario chegou a esse ponto com o tri campeonato conquistado pelo Manchester e o dominio dos “Red Devils” nas ultimas décadas aliado ao jejum de títulos pelo qual passa o Liverpool.

Desde a temporada 91/92 quando o campeonato passou a se chamar Premier League o Manchester conquistou a competição onze vezes. A ultima temporada em que o Liverpool sagrou-se campeão foi em 1989/90, ainda na “The Football League”.

Confira a lista de campeões na Inglaterra:

Total de títulos
Liverpool/ Manchester United 18 títulos
Arsenal 13 títulos
Everton 9 títulos
Aston Villa 7 títulos
Sunderland 6 títulos
Newcastle 4 títulos
Leeds/ Wolverhampton/ Huddersfield/ Blackburn/ Chelsea 3 títulos
Preston/ Tottenham/ Manchester City/ Burnley/ Derby County/ Portsmouth 3 títulos
Idswich/ Sheffield/ West Bronwich/ Nottingham Forest 1 título
Na Premier League
Manchester United 11 títulos
Arsenal 3 títulos
Chelsea 2 títulos
Blackburn 1 título

SEMANA DA RAÇA!

Caros leitores, peço desculpas por não ter postado nada sobre meu querido Chelsea aqui no blog. Confesso que fiquei desmotivado pela falta de interesse de dois de nossos membros.

Mas então, depois do jogo que acabou agora, Chelsea x Arsenal, pela Copa da Inglaterra, senti de volta a vibração do meu time, e que vibração. A semana dos Blues é definida absolutamente nisso: RAÇA!

Tudo começou no primeiro duelo entre Chelsea x Liverpool. Os vermelinhos sairam na frente, com um gol muito bem trabalhado, de Fernando Torres. Senti um medo de sofrer uma goleada histórica. A jogada mostrou que o time deles era mais forte mesmo naquele momento, mas nós poderíamos superar isso com uma coisa: RAÇA! E ela veio antes mesmo do intervalo, com um gol de cabeça de Ivanovic empatamos o jogo naquele momento.

Chegou a hora do intervalo, chegou a hora de: GUUS HIDDINK! Não é possível um time voltar tão diferente de um tempo para o outro sem ter o dedo do técnico. Os Blues acordaram. Drogba, que já tinha perdido dois gols, perdeu outro. Carragher salvou em cima da linha. Depois, o Liverpool teve uma chance com Fernando Torres, e foi a última.
Em outro escanteio, Ivanovic fez outro gol, outro de cabeça. Festa azul. Maior festa ainda, quando Drogba fez o terceiro do Chelsea no jogo, cinco minutos depois do gol da virada.

Levamos a vantagem para decidir em casa. E eu mesmo falava: “Não tem como o Chelsea perder. Não é possível sofrer 3 gols em casa com essa defesa.”
Fiquei muito confiante, e esperei o jogo da volta.

O jogo começou a mil por hora, e me deixou mais ancioso para a partida. Que bom que eu vi esse jogo. Um dos melhores da história da Champions e do futebol mundial.

O Liverpool começou melhor que os Blues a partida, tentando marcar a saída de bola. Sonolento, o Chelsea pouco conseguiu ameaçar no início. Lampard, em cobrança de falta que passou rente ao poste direito de Reina, foi quem mais levou perigo. Os Reds nem sentiram a falta do melhor jogador deles, Gerrard, que estava machucado.

O Liverpool abriu o placar aos 16, e aos 28, fez o segundo gol. O que eu pensava no começo do primeiro jogo, voltou a aparecer na minha cabeça. Seria uma goleada histórica?

Foi ai que voltou uma das peçar principais da semana do Chelsea, Guss Hiddink. Aos 35 minutos ainda no primeiro tempo, ele tirou Kalou para colocar Anelka. O time não melhorou e quase sofreu outro gol.

Chegou a hora do intervalo, chegou a hora de: GUUS HIDDINK! Outra vez ele chamou a atenção da equipe, que voltou no segundo tempo com: RAÇA! Que demonstração de vontade dos jogadores, foi incrível. Todos marcando forte, se jogando em cima da bola, dando carrinho em tudo o que aparecia na frente. Os Blues ressurgiram. Drogba, homem principal do jogo, fez um segundo tempo de gala. Fez o primeiro gol do Chelsea. Passaram 6 minutos, e o Chelsea empatava o jogo. Alex mandou um foguete e marcou um golaço de falta. 2×2. Aos 31, veio o que parecia ser a pá-de-cal: Drogba foi ao fundo e cruzou para Lampard empurrar para a rede e fazer 3×2.

Pensava eu que era o fim. Nada disso. A partir daí, jogadores e técnicos deixaram tudo de lado, tática, formação, e apelaram para o coração. Emocionante.
O Liverpool tinha então 14 minutos para fazer três gols. Aos 36, Lucas voltou a empatar a partida, em chute de fora da área que desviou em Essien e enganou Cech.
O que parecia impossível se tornou mais provável aos 38, quando Kuyt, de cabeça, virou para o Liverpool. A apreensão tomou conta dos torcedores das duas equipes em Stamford Bridge.

Foi nessa hora que eu pensei comigo mesmo: “Cadê a raça do começo do segundo tempo?”
Ela voltou. No finalzinho, aos 44 minutos do segundo tempo, Frank Lampard, fez o gol de empate, chorado, a bola bateu na trave e ainda entrou só do outro lado do gol. 4×4.
As duas torcidas aplaudiam o espetáculo.

Fiquei muito feliz com a classificação, mas já pensei no temível Barcelona de Messi. Não creio na classificação agora, do mesmo jeito que não acreditava na classificação diante do Liverpool. Mas nada que a raça não possa superar outra vez.

E hoje, a chama AZUL que estava quase se apagando dentro de mim, voltou a se ascender. De virada, outra vez, vencemos o Arsenal pela Copa da Inglaterra.
E o que se viu no campo, foi: RAÇA! Drogba e Lampard homens do jogo, e da semana!

Obrigado aos jogadores do Chelsea por essa semana incrível. E se cuida Barça, a raça vai te superar.

Drogba, primeiro jogador da semana.

Drogba, primeiro jogador da semana.

Lampard, segundo jogador da semana

Lampard, segundo jogador da semana

PS: Sou o único sobrevivente de todos vocês. E olha que falaram que os times de vocês iam longe…
PS2: Liverpool nosso freguês da UCL. HSUASHUAHSU
PS3: Ingleses dominando outra vez, já perdi a conta de quantas temporadas seguidas 3 ingleses chegaram na semifinal.

See Ya
Let’s go BLUES!
To the Top ENGLAND!
and
God Save The Queen

Renato Pires

Premier pega fogo. Pena que o fogo é vermelho.

Eu avisei. A reta final da Premier vai pegar fogo, vai ser emocionante. Pena que o Chelsea, talvez, não participe dessa fogueira. Perdemos outro jogo, e deixamos de ficar a 1 ponto atrás do líder Manchester. O Liverpool o fez, e agora o Manchester tem que vencer o jogo que resta para se distanciar novamente. 2 times vermelhos na ponta, e um azul logo atrás. Vai ser assim até o final.

O Chelsea desperdiçou uma chance de ouro. No dérbi londrino diante do Tottenham, os Blues não souberam aproveitar o tropeço dos Pinks de Manchester contra o Fulham (derrota por 2×0) e continuam a quatro pontos do primeiro lugar. Com o resultado, os Blues permanecem com 61, enquanto o líder tem 65 e o vice tem 64.

O goleiro Gomes, do Tottenham, se destacou no segundo tempo. Em diversas oportunidades ele salvou os Spurs e conseguiu segurar a vitória. O gol saiu aos cinco minutos da etapa final. Luka Modric, salvador da temporada do Tottenham, recebeu passe de Lennon na entrada da área e chutou no canto de Petr Cech.

O Blue Team pressionou e ainda colocou uma bola na trave no final do jogo, mas de nada adiantou. Foi a primeira derrota de Guus Hiddink no comando do time. O Tottenham aparece agora na décima posição, com 38 pontos, depois de ter passado grande parte do primeiro turno nas últimas colocações.

O Liverpool meteu outra goleada, 5×0. 3 gols de Gerrard, que pra mim, é o ganhador do Troféu Ora Bolas de Prata, junto com o Liverpool, que depois da derrota do Chelsea, eliminou nossas chances de ganharmos o troféu. 2 goleadas seguidas, além da goleada sobre o Real Madrid.

Agora não adianta torcer contra. Sempre que torço contra, nunca perdem. Aí quando perdem, meu time que não ganha. Incrível. O jeito mesmo é a Copa da Inglaterra e a Champions.

See Ya
Let’s go BLUES!
To the Top ENGLAND!
and
God Save The Queen

Renato Pires

Chelsea vice líder e esperança ainda continua na Premier.

Parece que a troca de técnico deu certo. O Chelsea manteve neste domingo a invencibilidade na era Hiddink. Os Blues venceram o Manchester City por 1×0, gol de Essien, segundo gol dele após voltar de contusão. Com o resultado, O Blue Team continua na vice-liderança, com 61 pontor e agora está 4 pontos atrás do líder Manchester, que tomou uma sapecada de 4×1 do Liverpool, em casa. O Liverpool também chega aos 61 pontos e assim a Premier chega a um final emocionante.

Mostrando para o que veio, o Chelsea no primeiro minuto do jogo já balançou as redes do City. No entanto, Lampard, que aproveitou um rebote, estava impedido e o gol acabou anulado. Dominando complemente a partida, os Blues não demoraram para fazer um que valesse. E que golaço. Sozinho na entrada da área, Essien recebeu passe de Lampard e, de primeira, pegou de perna direita encobrindo o goleiro Shay Given aos 18 minutos.

Essien comemora seu gol com Drogba.

Essien comemora seu gol com Drogba.

Tranquilo, o Chelsea desperdiçava boas oportunidades. Aos 35, após lindo passe de calcanhar de Drogba, o meia Ballack chutou com perigo.

Ballack foi muito importante na partida, cadenciando o jogo.

Ballack foi muito importante na partida, cadenciando o jogo.

Titular, Deco foi substituído por Belletti no final do primeiro tempo. O português voltou a sentir uma lesão muscular que o incomodou durante todo o mês de fevereiro. Uma pena, ele faz falta assim como Essien fez.

No segundo tempo, o Blue Team voltou um pouco desligado e viu o City, mais agrupado, ter maior posse de bola. No entanto, os menos badalados de Manchester não conseguiam arrematar com perigo e furar a defesa menos vazada do Campeonato Inglês, apenas 16 gols sofridos.

Com os jogadores marcando desde o ataque, como o Anelka, fica difícil furar a defesa dos Blues

Com os jogadores marcando desde o ataque, como o Anelka, fica difícil furar a defesa dos Blues

A grande torcida do Chelsea presente, viu seu time vencer a quarta partida consecutiva sob o comando de Guus Hiddink (ao todo, o holandês tem seis vitória e um empate desde que assumiu a vaga do Big Phill).

É, parece que teremos mesmo um final emocionante, assim como os outros campeonatos, todos com muitos times brigando pelo título. Mas se os Pinks de Manchester vencerem a partida que falta para eles, fica muito difícil uma briga pelo título. Voltei a recuperar a confiança no meu time, e não duvido uma luta até o final.

See Ya
Let’s go BLUES!
To the Top ENGLAND!
and
God Save The Queen

Renato Pires

Chelsea vence time de ‘Zorro’ e avança na Copa da Inglaterra

Isso mesmo, time do ‘Zorro’.

Leon Best, o Zorro, não conseguiu evitar a eliminação do Coventry na Copa da Inglaterra

Leon Best, o Zorro, não conseguiu evitar a eliminação do Coventry na Copa da Inglaterra

SHAUSAHUSAHU. Brincadeiras a parte, uma vitória para dar ânimo a equipe e quem sabe levar a equipe para o título da competição. E desde que trocou de técnico, o time continua se recuperando, sem perder. O Blue Team conquistou a quinta vitória consecutiva neste sábado, ao passar por 2×0 pelo Coventry, fora de casa, pela Copa da Inglaterra. Com o resultado, os Blues avançaram às semifinais da competição.

Tecnicamente inferior, o Coventry, que disputa a Segunda Divisão da Inglaterra, entrou em campo motivado e com a esperança de que a força da torcida poderia igualar as coisas dentro de campo. Coitados. Nem com o Zorro em campo eles conseguiram alguma coisa. O atacante Leon Best era o tal. Atuou com a máscara protetora por causa de uma contusão sofrida recentemente em um dos ossos da face. Vários torcedores no estádio tinham máscaras parecidas, uma forma de homenagear o ídolo. ASHUSAHUSHAU!

Mas quem brilhou foi outro atacante. Novamente ele, Drogba, que resolveu jogar depois que o Big Phill saiu. Aos 15 minutos, ele roubou a bola do zagueiro, driblou o goleiro e completou, para colocar o Chelsea na frente. Os Blues continuaram com o domínio do jogo. Tiveram mais chances. O Coventry, na base da garra, utilizava as bolas altas sobre a área para ameaçar. Mas no segundo tempo, o zagueiro Alex decretou a classificação com um bonito gol aos 27, após bonita jogada e passe de Ricardo Quaresma (obrigado Iuri). Com a vantagem de dois gols, os Blues administraram o resultado, deixando o tempo passar.

Alex comemora seu gol ao lado de Ballack e Lampard

Alex comemora seu gol ao lado de Ballack e Lampard

Nos outros jogos dos grandes na competição, o Manchester venceu com atuação de gala de Tevez por 4×0 contra o Fulham, e também está nas semifinais. O que marcou mesmo, foi a comparação feita pelos Pinks em relação ao Ronaldo. Eles lançaram a seguinte camisa:

A camisa diz que só existe um Ronaldo.

A camisa diz que só existe um Ronaldo.

Em resposta, o Corinthians fez uma camisa também:

Mas de verdade mesmo, só existe esse Ronaldo, o Fenômeno.

Mas de verdade mesmo, só existe esse Ronaldo, o Fenômeno.

E eu acho, que o portuguêszinho dos PINKS tem que trabalhar MUITO pra chegar aos pés do Fenômeno.

Voltando ao assunto principal, o Arsenal também venceu. E venceu com um golaço de chaleira de Eduardo, que voltou de contusão, contusão que abalou muita gente. Com o resultado, o time vai enfrentar o Hull City na próxima fase.
Em outro jogo, o Everton venceu o Middlesbrough por 2×1. Os únicos ainda não classificados as semifinais são o Arsenal e Hull City, que vão se enfrentar.

PS: Parabéns Ronaldo pela sua volta, o mundo todo torce por você, menos os PINKS.
PS2: Thiago, gostei de ver você falando sobre a Nascar na Badsports. Parabéns.
PS3: Parabéns também ao Eduardo pela sua volta.

See Ya
Let’s go BLUES!
To the Top ENGLAND!
and
God Save The Queen

Renato Pires

Copa da Inglaterra está chegando ao fim.

Copa da Inglaterra, campeonato que os Blues possuem 4 títulos, está no final. O Chelsea vai pegar o Coventry, atual 13º colocado da Segunda Divisão. O Blue team está em segundo lugar na classificação da Premier, com os mesmos 58 pontos do Liverpool.

O Manchester United joga fora de casa com o Fulham. Atual campeão e líder do Inglês, os Pinks conquistaram o título da Copa da Liga Inglesa domingo passado, diante do Tottenham, e chegam embalados em busca de mais um caneco.

Outro grande da Inglaterra ainda vivo na competição é o Arsenal, que recebe o Burnley, também da Segundona, no Emirates Stadium, mas ainda em jogo desempate das oitavas-de-final. O vencedor do duelo enacara o Hull City.

Confira os jogos da Copa da Inglaterra deste final de semana:

Sábado
09:30 Coventry x Chelsea
14:15 Fulham x Manchester United

Domingo
10:30 Arsenal x Burnley
13:00 Everton x Middlesbrough

Vamos Blues, em busca de mais um título!

See Ya
Let’s go BLUES!
To the Top ENGLAND!
and
God Save The Queen

Renato Pires

Os Blues reagiram!

Eu disse que voltava pra valer. E comigo voltou a alegria do meu time. Alegria de vencer jogos por 1×0. Não quero entrar em discussão de que o time jogou na retranca ou não(viu João e Iuri?), o que importa é que saiu vencedor. Essa foi a quarta partida sem Big Phill e o Chelsea manteve o bom momento e sua série 100% com o novo treinador na tarde desta terça-feira. Pela 28ª rodada da Premier, o Blue Team venceu o Portsmouth e manteve o sonho e a perseguição ao líder Manchester United. Sonho porque eu acho muito difícil de conseguir tal façanha. Ainda estamos 4 pontos atrás deles, e eles tem a vantagem de ter um jogo a menos. Complicado.

Com a terceira vitória seguida do meu querido time na Premier, chegamos a 58 pontos e seguramos mais uma rodada a segunda colocação mas ainda com o mesmo número de pontos do Liverpool, que ganhou do Sunderland por 2×0. Agora o que resta, mais uma vez, é torcer para o tropeço alheio. Isso não deu muito certo das últimas vezes, então não estou me preocupando com os Pinks, e sim, em manter essa segunda colocação, garantir mais uma temporada na Champions, e avançar na competição dessa temporada.

Depois de assumir o comando da equipe, ocupando o cargo do Felipão, o holandês já superou Aston Villa e Wigan no Inglês e Juventus na Champions. Para chegar ao quatro triunfo consecutivo, Hiddink contou com um gol salvador outra vez do magnífico Drogba, que completou 200 jogos com a camisa do Blue Team, aos 34 minutos do segundo tempo.

Drogba salva mais uma vez no jogo em que completou 200 jogos pelos Blues.

Drogba salva mais uma vez no jogo em que completou 200 jogos pelos Blues.

No próximo domingo, os Blues voltam a campo pela Premier, para enfrentar o time que é grande merecedor do Troféu Ora Bolas Quadrada da temporada inteira, o Manchester City, no Stamford Bridge.

THE BLUE SKY IS BACK! CAUTION!

See Ya
Let’s go BLUES!
To the Top ENGLAND!
and
God Save The Queen

Renato Pires